BLOG

SUICÍDIO: A CADA 40 SEGUNDOS HÁ UM CASO DE AUTOEXTERMÍNIO NO MUNDO

Até que você termine de ler este texto, uma pessoa terá cometido suicídio no mundo. De acordo com dados divulgados pela Organização Mundial de Saúde nesta segunda-feira (9/9), véspera do Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio (10 de setembro), a cada 40 segundos uma pessoa se suicida no mundo.

O autoextermínio é a segunda causa de morte entre jovens de 15 a 29 anos de idade. Em dados gerais, a estimativa é que 800 mil pessoas no mundo cometam suicídio anualmente. No Brasil, de acordo com dados da Organização Mundial de Saúde, foram registrados, somente em 2016, 13.467 casos de suicídio. No Ceará, entre os anos de 2013 e 2018, ocorreram 8.745 mortes por causas externas – como acidentes, homicídios e suicídios – de crianças e adolescentes.

Apesar dos dados alarmantes, o assunto que claramente ainda é um tabu, segue silenciado, escondido, pouco debatido e marginalizado. Afinal, quem nunca ouviu expressões como “só comete suicídio quem não confia em Deus”, “tem gente em situação pior”, “quem comete suicídio tem a mente fraca” etc.

Na maioria das vezes, o indivíduo que tem ideias suicidas dá sinais dessa intenção. Ele fala coisas como “não aguento mais” ou “quero morrer”, por isso é necessário ficar atento a essas falas e alarmes, pois o suicídio pode ser prevenido Ainda de acordo com a OMS, 9 em cada 10 mortes por suicídio podem ser evitadas e o diálogo e a transparência são elementos fundamentais na prevenção do suicídio.

 

MARACANAÚ ADERE A CAMPANHA EM PREVENÇÃO AO SUICIDIO

Nesta terça-feira (10/9), Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio, os maracanauenses irão se reunir na Praça da CDL, em direção a Praça da Estação, em uma caminhada pela valorização da vida com faixas, panfletos e carro de som. O ato, realizado pela Comissão Municipal de Prevenção ao Suicídio de Maracanaú, por meio da Secretaria da Saúde e os Centros de Atenção Psicossocial – Caps,  acontece às 15h40. A campanha tem como objetivo promover eventos que abram espaços para debates sobre a problemática do suicídio, desconstruindo tabus e preconceitos acerca do tema, divulgando a importância da valorização da vida, mesmo frente as adversidades e dificuldades.